Selecione o mês: Junho / 2017

  1. Ultrassonografia reprodutiva é o tema do novo curso oferecido pelo Ensino Avançado CRV Lagoa
    Fonte:Assessoria de Imprensa | CRV Lagoa

    Treinamento acontecerá entre os dias 23 e 25 de junho, na sede do ITVET, em Vargem Grande do Sul (SP)

    O Ensino Avançado CRV Lagoa está com as inscrições abertas para um novo treinamento: Curso de Ultrassonografia Reprodutiva, que será realizado entre os dias 23 e 25 de junho, na sede do ITVET – Instituto de Treinamento Veterinário, em Vargem Grande do Sul (SP).

    Voltado para médicos veterinários, profissionais e estudantes, o treinamento será ministrado por Carlos Fernando Marins Rodrigues, diretor técnico da Gertec Embriões, que apresentará os principais pontos da ultrassonografia no manejo reprodutivos de fêmeas bovinas.

    O curso abordará os princípios básicos e técnicos para o uso da ultrassonografia transretal em bovinos; diagnóstico de patologias reprodutivas por imagens ultrassonográficas; interpretação da imagem durante o ciclo estral; diagnóstico precoce de gestação; sexagem fetal; morte fetal/embrionária e imagens ultrassonográficas de ovário e útero bovino.

    O valor do investimento, que inclui material didático, é de R$ 1.500 e pode ser dividido em três vezes sem juros nos cartões Visa ou Master, ou ainda no boleto bancário.

    Mais informações e inscrições podem ser feitas no site www.crvlagoa.com.br, pelo e-mail fraine.alessio@crvlagoa.com.br ou telefone (16) 2105-2273, ou ainda, no ITVET, pelos telefones (19) 3461-7387 e (19) 99899-4439. As vagas são limitadas.

    Sobre a CRV Lagoa

    Instalada em Sertãozinho, região nordeste do Estado de São Paulo, a empresa faz parte desde 1998 da CRV, cooperativa belgo-holandesa de melhoramento genético com mais de 143 anos de história. Com sede na Holanda, a CRV está presente na África do Sul, Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Espanha, Estados Unidos, Luxemburgo, Nova Zelândia, Reino Unido e República Tcheca e conta com representantes em mais de 50 países.

    Maior central de genética bovina da América Latina, a CRV Lagoa oferece, desde 1971, sêmen convencional e sexado de touros nacionais e importados, programas de melhoramento genético para rebanhos de corte e leite como o PAINT e o Gestor Leite, além de serviços como o Centro de Performance, Ensino Avançado, Insemina Fácil, entre outros. Mais informações: www.crvlagoa.com.br

    Data: 06/06/2017
  2. Alta espera realizar grandes negócios na Megaleite 2017
    Fonte:Assessoria de Imprensa | Alta Genetics

    Evento apresenta destaques das raças leiteiras e acontece de 28 de junho a 1 de julho na capital mineira 
     

    A Alta, empresa de melhoramento genético bovino, participa da Megaleite 2017 (Exposição Brasileira do Agronegócio do Leite), considerado o maior evento do segmento do Brasil, realizado de 28 de junho a 1 de julho, em Belo Horizonte/MG.

     

    A companhia irá apresentar aos pecuaristas tecnologias e soluções em genética que contribuem para aumento de produtividade e produção de leite na fazenda, além de produtos que facilitam o dia a dia no campo.

     

    É o caso do colostro em pó, que já está sendo comercializado, e é exatamente o colostro natural da vaca, com todas as substâncias e os nutrientes necessários para a sobrevivência e o desenvolvimento do bezerro ao nascer, e que é determinante no desempenho e no futuro produtivo do animal, possibilitando expressar seu potencial genético ao longo da vida. 

     

    A equipe da Alta também está preparada para novos negócios e espera bons resultados comerciais durante a Feira, que traz grande público do mercado externo. “Nossa expectativa é grande na visita de comitivas estrangeiras durante a Feira e na comercialização de sêmen para fora do Brasil, uma vez que este público vem em busca da melhor genética para as raças Girolando e Gir Leiteiro”, explica Guilherme Marquez, Gerente de Produto Leite Nacional da Alta.

     

    A Alta apresentará também a bateria de animais Gir Leiteiro, provados durante a ExpoZebu, que apresentaram ótimos resultados e são destaques no mercado. Também serão divulgados, ainda durante a Megaleite, os resultados do Teste de Progênie de Touros Girolando e será lançada a Prova Genômica de Girolando. “Em nossa bateria desta raça, destacamos o touro Irídio, que traz uma família consistente de leite e uma genética segura e pode apresentar resultados interessantes”, afirma Marquez.

     

    Para as raças europeias, a Megaleite irá sediar a Etapa Mineira do Circuito Nacional da Raça Holandesa 2017 e 1ª Exposição Homologada da Raça Jersey de Minas Gerais. O programa Pecuária em Alta, exibido pelo canal Terra Viva, será transmitido direto do Parque da Gameleira, no dia 28 de junho. 

    Sobre a Alta Genetics

    A Alta Genetics é líder no mercado de melhoramento genético bovino do mundo. Com matriz localizada em Calgary, no Canadá, atua em mais de 90 países com nove centrais de coleta: Brasil, Estados Unidos, Canadá, Argentina, Holanda e China. Com 20 anos de história no Brasil, a empresa está sediada na cidade de Uberaba/MG, e tem como missão orientar pecuaristas sobre a melhor maneira de usar a genética aliada ao manejo, nutrição, ambiente, gestão e todos os processos para garantir um animal com todo o seu potencial genético. O compromisso da Alta é criar valor, entregar o melhor resultado e construir confiança com seus clientes e parceiros, em busca do desenvolvimento da pecuária. Mais informações no website: http://www.altagenetics.com.br

    Data: 06/06/2017
  3. Dia de Campo Leite Forte, promovido pela Premix, apresentou excelentes resultados da Agropecuária OP
    Fonte:Assessoria de Imprensa | Premix

    A Premix, em parceria com a MSD Saúde Animal e a Planalto Tratores Valtra, realizou o 1º Dia de Campo Leite Forte da Agropecuária OP, no dia 20 de maio, na Fazenda Buriti, em Ipameri (GO).

    No evento, que contou com a participação de 20 produtores rurais da região, foram informados os resultados obtidos pela propriedade, que registrou 28% de aumento na produção. Os dados foram apresentados por Lieber de Freitas Garcia, coordenador de Pecuária Leiteira na Premix.

     

    Para Clayton Vieira, gestor de Vendas para o sul do Estado de Goiás, os números provam que o manejo nutricional adequando e o comprometimento da equipe da propriedade possibilitam alcançar excelentes resultados de produtividade. “Na Fazenda Buriti, que é considerada uma propriedade de média produção, conseguimos quebrar o paradigma de que o leite é rentável e possível de bons resultados somente em grandes propriedades. Nossos números provaram o contrário”, destaca.

    Sobre a Premix

    O Grupo Premix tem como objetivo oferecer soluções em nutrição integradas. Com a missão de contribuir para evolução do agronegócio com um olhar no futuro, por meio de inovação, relacionamento e conhecimento compartilhado, o Grupo reúne as empresas Premix, indústria nacional líder em nutrição animal que atua há 38 anos no mercado, Green Fertilizantes e Sementes Paulista, e possui escritório central em Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

    A companhia oferece produtos de alta qualidade e consultoria especializada, disponibiliza aos clientes o seu know-how e produtos voltados para a qualidade do pasto, manejo correto e nutrição adequada de bovinos de corte e de leite, equinos, ovinos e caprinos conforme o clima e época do ano em cada região do País, categoria animal e fase de desenvolvimento.

    Com moderna estrutura de produção e distribuição, a Premix também possui fábricas próprias em Patrocínio Paulista (SP), Presidente Prudente (SP) e Araguaína (TO), além de centros de distribuição em Juara (MT), Itumbiara (GO), Maringá (PR) e Campo Grande (MS). A companhia investe constantemente em inovação e desenvolvimento tecnológico de novos produtos com pesquisas e parcerias com as mais renomadas instituições de ensino do Brasil.

    Data: 01/06/2017
  4. Dia de Campo Leite Forte, promovido pela Premix, apresentou excelentes resultados da Agropecuária OP
    Fonte:Assessoria de Imprensa | Premix

    A Premix, em parceria com a MSD Saúde Animal e a Planalto Tratores Valtra, realizou o 1º Dia de Campo Leite Forte da Agropecuária OP, no dia 20 de maio, na Fazenda Buriti, em Ipameri (GO).

    No evento, que contou com a participação de 20 produtores rurais da região, foram informados os resultados obtidos pela propriedade, que registrou 28% de aumento na produção. Os dados foram apresentados por Lieber de Freitas Garcia, coordenador de Pecuária Leiteira na Premix.

     

    Para Clayton Vieira, gestor de Vendas para o sul do Estado de Goiás, os números provam que o manejo nutricional adequando e o comprometimento da equipe da propriedade possibilitam alcançar excelentes resultados de produtividade. “Na Fazenda Buriti, que é considerada uma propriedade de média produção, conseguimos quebrar o paradigma de que o leite é rentável e possível de bons resultados somente em grandes propriedades. Nossos números provaram o contrário”, destaca.

    Sobre a Premix

    O Grupo Premix tem como objetivo oferecer soluções em nutrição integradas. Com a missão de contribuir para evolução do agronegócio com um olhar no futuro, por meio de inovação, relacionamento e conhecimento compartilhado, o Grupo reúne as empresas Premix, indústria nacional líder em nutrição animal que atua há 38 anos no mercado, Green Fertilizantes e Sementes Paulista, e possui escritório central em Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

    A companhia oferece produtos de alta qualidade e consultoria especializada, disponibiliza aos clientes o seu know-how e produtos voltados para a qualidade do pasto, manejo correto e nutrição adequada de bovinos de corte e de leite, equinos, ovinos e caprinos conforme o clima e época do ano em cada região do País, categoria animal e fase de desenvolvimento.

    Com moderna estrutura de produção e distribuição, a Premix também possui fábricas próprias em Patrocínio Paulista (SP), Presidente Prudente (SP) e Araguaína (TO), além de centros de distribuição em Juara (MT), Itumbiara (GO), Maringá (PR) e Campo Grande (MS). A companhia investe constantemente em inovação e desenvolvimento tecnológico de novos produtos com pesquisas e parcerias com as mais renomadas instituições de ensino do Brasil.

    Data: 01/06/2017
  5. ASBIA é destaque na Dinheiro Rural
    Fonte:Assessoria de Imprensa | Grupo Publique

    Asbia acredita que o mercado de inseminação artificial irá reagir

    O presidente da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (ASBIA), Sergio de Brito Saud, é destaque na reportagem de capa da edição de maio da revista Dinheiro Rural. 

    A matéria, assinada pela editora Vera Ondei, traça um panorama do mercado de inseminação artificial bovina que movimenta R$ 1,4 bilhão por ano no país.

    Leia um trecho da reportagem:

    Para Sérgio Saud, o mercado da inseminação artificial, que enfrentou três safras ruins, tende a reagir. O impacto se deu, primeiro em função do mercado internacional do leite e depois por causa da estiagem no período pré-estação de monta dos touros em 2016, que vai de outubro a janeiro. Sem pasto, a vacada magra não estava pronta para a inseminação

    “Mas a tendência é de crescimento desse mercado, porque a inseminação é uma tecnologia barata para o produtor de gado”, diz Saud. “Representa apenas 2% dos investimentos que uma propriedade faz em tecnologia.” O preço de uma dose de sêmen começa ao redor de R$ 20 e pode ir até acima de R$ 100, dependendo do valor da sua genética. Já os protocolos de IATF, que chegaram a custar R$ 60, hoje estão na faixa de R$ 18, graças ao avanço das tecnologias de preparação do sêmen.

    Fazem parte da Asbia 32 empresas de inseminação. A produção de sêmen tem sido de cerca de 12 milhões de doses nas últimas safras de bois, oito milhões de doses no gado de corte e cerca de quatro milhões no gado de leite. Isso representa não mais que 12% do rebanho bovino. Mas, com um crescimento estimado em cerca de 5% ao ano, em uma década seriam 20 milhões de doses de sêmen processadas. O que ainda assim daria para inseminar cerca de 25% do atual rebanho de fêmeas. Está aí o interesse das empresas. É aqui que o mercado pode deslanchar. Os Estados Unidos já inseminam 80% de suas fêmeas, equivalente a 23,2 milhões de animais. Na Holanda, a inseminação chega a 90%. O mercado brasileiro vai competir com a Índia, por exemplo. O país, que possui um rebanho de 330 milhões de animais e tem trabalhado para desbancar o Brasil da posição de maior exportador mundial de carne bovina, utiliza 70 milhões de doses de sêmen. 

    Para ler a matéria completa clique aqui: http://www.dinheirorural.com.br/o-salto-da-genetica/

    Data: 31/05/2017
 
 

Contato

Endereço: Praça Vicentino Rodrigues da Cunha, 110 – Quadra 11 / Lote 4 - Parque Fernando Costa
Bairro São Benedito / Uberaba-MG
Telefone: (34) 3333-1403
E-mail: asbia@asbia.org.br
Momesso Web Studio